Bloomsday 2005 – Curitiba (PR)

 

 

 

Centro Feminino realiza hoje o “Bloomsday” para celebrar a obra de James Joyce

Dia 16 de junho, às 19h Bloomsday 2005.  Fnac – Parque Shopping Barigüi Entrada franca

Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 600, loja 101, Mossungue, tel. (41) 2141-2000
Curso “Joyce em miúdos” – dias 18 e 25, às 15h, na sede do Centro Paranaense Feminino de Cultura

(R. Visconde do Rio Banco, 1717)

 

O Centro Paranaense Feminino de Cultura, com o apoio da Fundação Cultural de Curitiba, comemora nesta quinta-feira (16) o “Bloomsday” (Dia de Bloom), uma celebração da obra do irlandês James Joyce, considerado um dos maiores escritores em língua inglesa de todos os tempos. O evento acontece na Livraria Fnac, do Park Shopping Barigüi, a partir das 19h.
A programação começa com uma palestra e leitura de poemas por Ivan Justen Santana e Rubens Nogueira, com acompanhamento musical de Sérgio Justen. Em seguida acontece um recital de canto lírico, com Orly Bach e Paulo Barato e, para finalizar, uma apresentação de música irlandesa pelo Grupo Keltoi.

Segundo Ivan Justen, este ano o Bloomsday vai se concentrar nas relações entre literatura e música. Molly Bloom, esposa de Leopold Bloom e uma das três personagens centrais do romance “Ulysses”, de James Joyce, é uma soprano. “O décimo capítulo do livro é escrito no estilo de Fuga per Canonem, uma invenção de Joyce, adaptando à literatura uma forma de composição musical clássica”, explica Justen.

Nos dois sábados seguintes (dias 18 e 25, às 15h), os professores de literatura Caetano Galindo e Ivan Justen Santana ministram o curso “Joyce em Miúdos”, na sede do Centro Feminino (R. Visconde do Rio Branco, 1717).

Marco da literatura


O “Bloomsday” refere-se ao dia em que se desenvolve o enredo do romance “Ulisses”, uma das obras mais importantes de James Joyce, marco da literatura mundial. No dia 16 de junho de 1904, em Dublin, Joyce encontrou uma jovem chamada Nora Barnacle que viria a ser sua esposa. Os dois viveram juntos até 1941, quando o escritor faleceu. O encontro foi tão importante para ele que o levou a situar “Ulysses”, o romance do século, no decorrer desse dia. O personagem principal do livro é Leopold Bloom, daí a origem do “Bloomsday”, comemorado em todo o mundo desde 1922, ano de lançamento do livro.

James Joyce nasceu em Dublin, em 1882, e faleceu em Zurique (Suíça) , em 1941, pouco antes de completar 59 anos. Poeta e novelista, o escritor irlandês escreveu poucos livros - dois deles são marcos da literatura. “Ulysses”, publicado em 1922, significou a renovação da ficção no século 20. Trata-se da narrativa do dia 16 de junho de 1904, quando os passos do corretor de anúncios dublinense Leopoldo Bloom cruzam com os de sua mulher Molly e do jovem Stephen Dedalus. A obra combina características de lenda, história, reportagem, farsa, drama, sinfonia e tratado escolástico. O romance é uma versão moderna e uma paródia da Odisséia.

O segundo livro de Joyce é “Finnegans Wake”, de 1939. Nesta obra o escritor levou às últimas conseqüências suas inovações estéticas e lingüísticas. A trama é uma espécie de sonho universal, focalizando uma família irlandesa que representa o arquétipo de todas as famílias. Como em “Ulysses”, em “Finnegans Wake” Joyce fundiu palavras de diversos idiomas e a vida aparece como um ciclo. O livro inicia com uma frase que aparece inacabada na última página.

Fonte: Assessoria de imprensa, Fundação Cultural de Curitiba.

Publicado em  16/06/2005 <http://www.fccdigital.com.br/>.