Links between Brazil & Ireland                     History                           www.visiteirlanda.com

 

 

First consulate of Brazil in Ireland

 

The opening of Brazil´s first Consulate in

Dublin is recorded in the following publication:

 

 

IRLANDA

 

De Raul Vachias.  Rio de Janeiro: Renascença

Editora, 1933. 301 p. Prefacio de James Fitz-

Gerald Kenny, Ministro da Justiça do Estado

Livre da Irlanda. 1931.

 

INDICE – Capitulo

 

1        O symbolo irlandez

II       Os heraldos catholicos

III      Revoluções pela independencia

IV       A língua irlandeza

V        Intercambio entre o Brasil e o Estado

         Livre da Irlanda

VI       Economia

VII      Literatura

 

 

Fragmento - Capitula V [p. 137]:

 

O Vice Rei da Irlanda e as relações

com o Brasil

 

Assignada a paz com o Imperio Britannico,

pouco tempo depois o Brasil criou um

Consulado na Capital do Estado Livre da

Irlanda.

 

O primeiro Vice Rei do novo estado,

desejando manifestar sua sympathia pela

nosso paiz, convidou especialmente ao

Consul e ao Vice Consul para um almoço

no seu velho e bello palacio.  Recebidos

os representantes do Brasil, no dia e hora

indicados, pela decano em um dos

historicos e sumptuosos salões onde Lord

Chesterfield escrevera parte das tão

famosas, pela estilo, quão lindas e

elegantes cartas, após alguns instantes

apparecía o Vice Rei, veneravel ancião de

aspecto simples e bondoso, cujo tradição

como orador ficou notavelmente

assentada no Parlamento inglez onde

defendera em diversos e tempestuosos

debates os direitos da Irlanda.  Pediu,

antes do almoço, ao Consul que o

acompanhasse até as arcadas panorama

e imponente parque, disse – este serviu

de modelo ao actual que possue em

Washington a Casa Branca.

Contemplando o soberbo jardim,

vieram-lhe, sem duvido, á imaginação

as frondosas florestas do Amazonas,

porque a partir d´aquelle instante só

perguntava as mais interessantes e

variadas phantasias sobre o nosso

grande Estado.  Ao nosso Consul, que

havia, há pouco, atravessado o

caudaloso rio e conhecía parte dos

sertões amazonenses, foi fácil fazer

uma descripção d´aquellas formosas

quão ricas e inhabitadas paragens,

satisfazendo em tudo o que inquirira

o Vice Rei e terminando a narrativa

com a conhecida e célebre phrase de

um sabio europeu, que visitára aquellas

mysteriosas regiões do Brasil: “Esse é

o logar onde Deus armou a sua mais

portentosa officina”;  Durante toda a

refeição continuou elle amavelmente

a falar do nosso paiz, demonstrando

em todas as uas coisas o mais vivo

interesse e curiosidade. Não existe

infelizmente, observou, entre o Brasil

e o Estado Livre, relações econômicas

directas.  Essa é a razão porque o

meu paiz, respondeu o Consul, que

tem por este novo estado a mais viva

sympathía, demonstrou palpavelmente

esse sentimento, criando em Dublin

uma representação consular, afim de

trabalhar nesse sentido.

 

Ao evocar hoje, 26 de março de 1931,

a lembrança desse encontro com o

primeiro Vice Rei do Estado Livre da

Irlanda, quis o destino que houvesse

a infortunada coincidencia de o

telegrapho annunciar a sua morte.

 

Uma longa róta fora percorrida por

Timothy Michael Healy, de seu

modesto posto de empregado de

uma estrada de ferro, ganhando

uma libra por semana, ao elevado

cargo de Vice Rei da Irlanda.  Um

espaço de meio século e innumeras

vicissitudes separam as duas posições.

 

O aspecto desse varão illustre dava

a impressão de placidez e doçura

contrastado com o proeminente

vulcão na política irlandeza, por 47

annos.

 

A sua vida comprehende o período

mais tormentosos e exaltado

d´aquelle paiz.  E é nesse período

que a sua ironia mordaz o destaca

como um dos tribunos mais

combativos e brilhantes da nova

geração.

 

 

Related web site:

 

Brazil and Irish Free State

Exchange of Notes Constituting an

Agreement Regulating Comercial

Relations between the two countries.

Rio de Janeiro, October 17, 1931.

 

 

                  Home

 

 

18.09.08